"Deus ande em tua frente para te conduzir, atrás de ti para te proteger e ao teu lado para te acompanhar!"


Você é o visitante de nº

Paróquia Ressurreição do Senhor

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Dia de Santo André, Apóstolo - 30 de Novembro

Santo André, Apóstolo nasceu em Betsaida. Ele foi o primeiro a ser chamado pelo Senhor Jesus a ser pescador de homens, assim como o seu irmão Simão Pedro.

De acordo com os escritos do historiador Eusébio de Cesaréia (c. 275-339), após a ascensão de Jesus, André pregou o Evangelho na Ásia Menor e no sul da Rússia. Depois, na Grécia, ele se converteu em pastor dos cristãos de Pátras. Lá foi martirizado no suplício de uma cruz em forma de X, com cordas e de cabeça para baixo. Mais tarde ela seria chamada de “cruz de Santo André”. 

Pela relação fraterna entre Pedro e André, a Igreja de Roma e a Igreja de Constantinopla se sentem de maneira especial, como Igrejas irmãs entre si. Para sublinhar esta relação, o Papa Paulo VI, em 1964, restituiu a insigne relíquia de Santo André, até então custodiada na Basílica vaticana, ao bispo metropolita ortodoxo da cidade de Pátras.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Novena de Natal

Reúna sua família e amigos e reze a novena, prepare seu coração para receber o Deus Menino!

A abertura paroquial será no dia  06 de dezembro, às 19h, na Igreja Matriz. 

Caso deseje que um dia da novena seja realizado em sua casa, favor ligar na secretaria da Paróquia para agendar: (71)3235-5614.

sábado, 26 de novembro de 2016

O Advento e o sim de Maria

Na solenidade da Festa de Cristo Rei, encerra-se mais um ano litúrgico e outro ano se inicia com a chegada do Advento. Nesse período, é impossível não lembrarmos e voltarmos nosso olhar para Maria, razão maior da existência do Advento. Afinal, tudo começou com o seu sim. 

Aceitando o convite de Deus para gerar Jesus no seu ventre, Maria também nos convida a preparar a vinda do Senhor. E não há melhor maneira de iniciarmos essa preparação senão preparando a nós mesmos. Se assim o fizermos estaremos prontos para também darmos nosso ‘sim’ como fez Maria. 

Na última pregação do Advento, inclusive, o Papa meditou as palavras do padre Raniero Cantalamessa, destacando entre outras coisas, o capítulo VIII da Lumen Gentium, intitulado “A Bem-Aventurada Virgem Maria, no mistério de Cristo e da Igreja”, salientando o que o Concílio fala a este respeito: “A Virgem Santíssima, predestinada para Mãe de Deus desde toda a eternidade simultaneamente com a encarnação do Verbo, por disposição da divina Providência foi na terra a nobre Mãe do divino Redentor, a Sua mais generosa cooperadora e a escrava humilde do Senhor. Concebendo, gerando e alimentando a Cristo, apresentando-O ao Pai no templo, padecendo com Ele quando agonizava na cruz, cooperou de modo singular, com a sua fé, esperança e ardente caridade, na obra do Salvador, para restaurar nas almas a vida sobrenatural. É por esta razão nossa mãe na ordem da graça”. 

A exemplo da postura da entrega de Maria: “Vinde Senhor Jesus!”

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Apresentação de Nossa Senhora no Templo

A festa litúrgica de Apresentação de Nossa Senhora teve início no século VI como uma forma de homenagear a vida daquela que Deus escolheu para ser mãe de Jesus. A partir do século XVI torna-se uma festa da Igreja Católica no mundo inteiro. 

Após o Concílio Vaticano II, a Igreja reformulou seu calendário litúrgico, surgindo então uma coleção de “Missas da Virgem Santa Maria”, como Apêndice ao Missal Romano. Dentre as festividades marianas do calendário está a memória obrigatória da Apresentação de Nossa Senhora no Templo, comemorada no dia 21 de novembro. 

No que se refere ao culto mariano, o Concílio dedicou um capítulo especial exortando todos os fiéis ao culto à Virgem Maria de maneira essencialmente litúrgica, ou seja, associado à celebração das festas litúrgicas (Lumen Gentium, 67).

sábado, 19 de novembro de 2016

Cristo Rei do universo

O Ano Litúrgico termina com a festa de Cristo Rei. Jesus, que já nasce com o título de Rei, é proclamado pela Igreja como Rei do universo. É o cume de um reinado que foi manifestado num amor extremo, selado na cruz e na glorificação eterna. 
Numa visão, o profeta Daniel contempla o trono de Deus e seu juízo sobre o mundo. Ele vê também alguém como “filho de homem” sobre o trono (Dn 7, 9-14). Nos Evangelhos, a expressão “filho de homem” refere-se a Jesus Cristo, àquele que veio do alto para construir o Reino de Deus. 
Devemos entender que não são os poderes do mundo que determinam a história, mas sim, aquele que é o Senhor da história, fazendo triunfar o seu Reino. Isto significa que a última palavra sobre o mundo pertence a Deus. É até uma questão de fé e certeza de que as forças do mundo são meramente passageiras. 
O centro da história é Jesus Cristo, que veio como Rei, caminha como Rei e termina seu ciclo na terra como Rei. É o mesmo que dizer: “aquele que é, que era e que vem”. Ele é o cumprimento da Aliança feita por Deus com Abraão lá no passado, que só acontece no gesto de doação total na prática do amor.

Dedicação da Capela - Comunidade Coração de Jesus


A comunidade Coração de Jesus convida a todos para missa no dia 20 de novembro, às 8h, celebrando a Dedicação da sua capela. 


Venha comemorar conosco!

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Dedicação das Basílicas de São Pedro e São Paulo, Apóstolos

No dia 18 de novembro a Igreja celebra a Dedicação das Basílicas de São Pedro e São Paulo, Apóstolos. 

Ao lado da Basílica de Latrão, estes dois templos são de fundamental importância à fé católica. A Basílica de São Paulo, dentro dos muros do Vaticano e a conhecida Basílica de São Pedro, que atrai milhões de turistas anualmente, acabam sendo mais conhecidas que a catedral, Latrão. 

Ambas são exuberantes trabalhos artísticos, tidos como patrimônio mundial da humanidade, segundo a UNESCO. 

Fonte: http://auxiliadoracampinas.org.br/