"Deus ande em tua frente para te conduzir, atrás de ti para te proteger e ao teu lado para te acompanhar!"


Você é o visitante de nº

Paróquia Ressurreição do Senhor

sábado, 20 de agosto de 2016

JUBILEU DOS CRISMANDOS

Ocorrerá no dia 28 de agosto, das 13h às 17h, no Santuário Irmã Dulce dos Pobres, com a assessoria de Dom Murilo Krieger, o Jubileu dos Crismandos. 
A proposta é que façamos um encontro de reconhecimento do amor de Deus, fazendo-nos reconciliar com o irmão e preparando o nosso coração para passar, depois de uma caminhada até o Bonfim, pela Porta Santa da Misericórdia. 
Que abramos nosso coração para entrada da justiça de Deus, a fim de recebermos as indulgências do seu amor tornando-nos seres melhores na vivência do Evangelho e, sobretudo, na prática do seu amor paternal que resgata todo o ser para que alcancem a vida plena. Que vivamos as obras corporais e espirituais na prática da nossa fé. 

Pedimos orações para que os adolescentes, jovens e adultos que participarão do Jubileu dos Crismandos possam vivenciá-lo de forma a serem transformados pelo amor do Pai.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

A Vocação do Dizimista

Continuando com a conscientização do dízimo, no mês das vocações, extraímos alguns trechos da mensagem do bispo auxiliar da arquidiocese de São Salvador da Bahia, Dom Gilson Andrade da Silva, para o mês de motivação do dízimo. 

“A sabedoria popular nos diz que ninguém ama aquilo que não conhece. O dízimo é uma realidade da nossa fé católica que requer um aprofundamento, não apenas como obrigação determinada pela Igreja, mas como prática normal da experiência de fé que nos une a Deus e aos irmãos. Pode-se dizer que cada cristão traz em si a vocação de ser dizimista. Assim foi na primeira comunidade cristã. Tornar-se discípulo de Jesus comprometia a pessoa a partilhar (At2,45; 4,34-35), pois não há cristão isolado, somos membros uns dos outros na Igreja”. 

“A vocação do dizimista é também a de pertencer à Igreja com a consciência clara da corresponsabilidade na missão que Cristo confiou a todos os seus discípulos. O dizimista entende que a missão da Igreja não se realiza sem ele e que a sua oferta é uma das condições para que o mandato missionário de Cristo se realize. A vocação do dizimista, portanto, é ser corresponsável diante das necessidades da comunidade de fé no quis diz respeito ao culto, ao serviço dos pobres e à missão”. 

Contatos através dos agentes da Pastoral do Dízimo, nas missas, e na secretaria da Matriz (71 3235-5614).

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Oficinas de Oração e Vida

Em agosto iniciamos as Oficinas de Oração e Vida em 44 países do mundo. O que aprendemos na 1ª sessão? Conhecemos o DEUS DA TERNURA e com a leitura da palavra de Oseias 11, 1-4 sentimo-nos como um filho amado do Pai. Vemos como o amor de Deus por nós é incondicional. Aprendemos a praticar a Modalidade de Oração rezada, onde colocamos a emoção na leitura e absorvemos com o coração a Palavra de Deus.
Ainda nesta sessão é proposto que fiquemos atentos a todos os fatos, no dia a dia desta semana, e possamos observar quão grande é o amor de Deus por nós. Com esta prática diária, pouco a pouco vai desaparecendo do nosso coração aquela sensação de vazio, pois a percepção do amor de Deus preenche o nosso coração.
Venha também sentir-se amado(a) pelo Pai!

Informações:71-99191-0188 / 3245-2700

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Globalizar o Evangelho da vida e da esperança

Pe. Cristóvão Dworak, CSsR 
E-mail: kdworak@hotmail.com 

Vivemos na época de globalização. O Papa Francisco na sua Exortação Apostólica Evangelii Gaudium sobre o anúncio do Evangelho no mundo atual escreve, que o ideal egoísta tão presente na sociedade atual, desenvolveu a globalização da indiferença (cf. EG, n, 54). Horrorizados, observamos também a escalada da globalização da corrupção, da violência e de fobias de todo o tipo. 
   A Igreja, desde as suas origens, sempre entendeu, que o anúncio da Boa Nova possui a dimensão global: “Ide, pois ensinai a todas as nações” (Mt 28,19). Também as congregações religiosas entenderam, que a missão evangelizadora faz parte do seu carisma. Esta visão, assegurada pela presença contínua do Senhor (cf. Mt 28,20), possibilitou a globalização do Evangelho para além de seus lugares de origem. 
   Os Redentoristas, desde a sua fundação em 1732, empenharam-se neste processo global do anúncio da Copiosa Redenção realizada por Jesus (cf. Ef 1,3-8; Sl 129,7). As diversas unidades dos Redentoristas do Brasil, nascidas da ação dos missionários vindos da Alemanha, da Irlanda, dos Estados Unidos, da Holanda e da Polônia, retribuiram o dom da Boa Nova, enviando missionários para outros países como: Suriname, Angola, Moçambique e Estados Unidos.

   A partir de 17 de julho de 2016, cinco redentoristas do Brasil assumiram, a pedido dos redentoristas de Portugal, três paróquias na região de Amadora, na Grande Lisboa: a Paróquia Nossa Senhora Mãe de Deus, na Buraca; a Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na Venda Nova e a Paróquia do Santíssimo Redentor, na Damaia. Os motivos principais deste pedido e ajuda são: idade muito avançada dos padres e irmãos redentoristas de Portugal, assim como a falta total de vocações. Espera-se que esta ajuda missionária, desta vez a partir do Brasil, depois de mais de 500 anos da vinda dos portugueses às costas da Terra da Santa Cruz, possa dinamizar e renovar a Província Redentorista de Lisboa no anúncio da Copiosa Redenção. 

Neste mês vocacional rezemos pedindo que não nos faltem missionários e missionárias que queiram globalizar com alegria o Evangelho da Vida e da Esperança.

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Tríduo e Festa de São Roque - 2016

Convidamos a todos para o Tríduo e Festa de São Roque 2016! 

NOVENA 
Jaculatória para todos os dias do Tríduo: Ó Deus, por intercessão de São Roque, curai as feridas do corpo e curai as feridas da alma. (três vezes). 

ORAÇÃO 
São Roque vós não tivestes medo de dedicar corpo e alma aos cuidados dos doentes, e como prova de vossa fé e confiança, contraístes a doença, mas Deus não vos abandonou. 
Deus vos alimentou e de um modo milagroso também vos curou. São Roque, nesta novena pedimos, protegei-nos contra as doenças infecciosas, livrai-nos do contágio, livrai-nos das feridas abertas, físicas e espirituais. 
São Roque, nesta novena eu peço de modo especial, livrai-me desta enfermidade que agora vos apresento: (Diga agora você que está enfermo qual é a sua enfermidade) 
Senhor peço por intercessão de São Roque, pelos doentes nos hospitais, pelo alívio das suas dores e sofrimentos. Eu me comprometo a agir na caridade com aqueles que sofrem. 
São Roque abençoai os médicos, fortalecei os enfermeiros, os intensivistas de UTI, os atendentes de hospitais, os voluntários e os cuidadores dos doentes. 
De modo especial curai as feridas expostas e as doenças graves. São Roque, livrai-nos de todo o mal. São Roque, livrai-nos das infecções. 
São Roque, rogai por nós. Amém.

Adoração ao Santíssimo

Estamos com uma nova programação às quintas-feiras em nossa Paróquia e comunidades. 

Na matriz, não haverá mais a missa das 7h e a adoração começa às 15h com a oração do terço da misericórdia. Também nas comunidades, nas quintas-feiras, teremos adoração: 
São Lázaro, começa às 8h com a missa. 
Coração de Jesus, começa às 19h. 
Coração de Maria e Nossa Senhora dos Navegantes, começa às 19h30. 

Toda primeira terça-feira do mês, às 19h, haverá adoração paroquial, na matriz. 
Coloquemos em prática as palavras do Papa Francisco: “Para que Jesus se torne o centro da nossa vida, é preciso permanecer na sua presença, diante do Sacrário”. 

Venham Adorar o Santíssimo!

terça-feira, 26 de julho de 2016

26 de Julho - Dia dos avós

Diálogo entre gerações 


O choque de gerações sempre foi inevitável. Um bom exemplo disso acontece entre netos e avós. Em nome da boa convivência, porém, priorizar os laços que os unem e não as diferenças que os separam é um dos caminhos mais acertados para que a experiência dos mais velhos possa ser transmitida aos mais jovens, que devem retribuir com vivacidade e carinho, o amor recebido. O Papa Francisco, inclusive, nos lembra que “os avós são importantes na vida da família para comunicar o patrimônio de humanidade e de fé que é essencial para qualquer sociedade”, afirmando, ainda, que “a velhice é uma etapa especial, de novos desafios, e que, para os netos, os conselhos dos avós e, sobretudo, seu testemunho são muito importantes”. 
Para que tais conselhos sejam transmitidos, porém, o Pontífice destaca que é necessário haver diálogo, hoje cada vez mais comprometido com o abismo criado pelas novas tecnologias. 
Por isso mesmo, o Santo Padre nos convida a pensarmos nas figuras de Simeão e Ana que, segundo nos conta o Evangelho, ao reconhecerem o Menino Jesus no Templo, descobriram uma nova força e uma nova vocação: dar graças e testemunho desse sinal de Deus, alegrando-se pela nova missão que a eles também foi confiada. 
Cuidemos bem de nossos avós e a eles dediquemos orações no seu dia, 26 de julho.