"Deus ande em tua frente para te conduzir, atrás de ti para te proteger e ao teu lado para te acompanhar!"


Você é o visitante de nº

Paróquia Ressurreição do Senhor

sábado, 26 de março de 2011

40 kg em 40 dias

Não, não é uma dieta. É uma proposta para a Quaresma. Você junta 1kg de alimento não perecível por dia e juntos, no 40º dia, vamos distribuir aos mais necessitados. É fácil conseguir!

São decisões simples. Basta não tomar aquele cafezinho ou suspender a sobremesa durante este período. Pondo 100g a menos no prato do almoço também vai ajudar... De quebra você ainda perde peso. Gostou, né? Vamos nessa?

A meta é arrecadarmos 4 toneladas de alimentos.

Isso mesmo! Espalhe essa idéia! Fique ligado! Em breve informaremos o dia e local da coleta.

Quaresma é Jejum, Oração e Caridade!

quarta-feira, 23 de março de 2011

Paroquiano na Canção Nova

A paróquia da Ressurreição do Senhor de Ondina, sente-se alegre por ver um dos seus filhos ter seu talento reconhecido. Nosso coordenador do Ministério de Música, Humberto Almeida, em parceria com sua esposa Manu, teve sua ‘marchinha de carnaval’ classificada e divulgada no site oficial da Canção Nova, para todo Brasil. Parabéns Humberto, parabéns Manu!

segunda-feira, 21 de março de 2011

APROFUNDAMENTO!


VEM AÍ! Aprofundamento para Ministros da Palavra, de Música, da Sagrada Eucaristia, e integrantes de Pastorais, Serviços e Movimentos, com a presença de dois missionários da Comunidade Canção Nova! AGUARDEM!!!

domingo, 13 de março de 2011

Verdadeiro jejum é nutrir-se da Palavra de Deus, diz Papa


O Papa Bento XVI explicou hoje que o jejum não é um fim em si mesmo, mas o "sinal externo" de uma "realidade interior", que é saber "viver do Evangelho".
O Pontífice quis dedicar sua catequese de hoje, Quarta-Feira de Cinzas, a refletir sobre a Quaresma e sobre as práticas de piedade ligadas a ela: o jejum, a oração e a esmola.

O jejum "significa abster-se de comida, mas inclui outras formas de privação que visam a uma vida mais sóbria".

No entanto, "tudo isso não é ainda a realidade plena do jejum: é o sinal exterior de uma realidade interior, do nosso compromisso, com a ajuda de Deus, de abster-nos do mal e de viver o Evangelho". Não jejua de verdade quem não sabe se nutrir da Palavra de Deus", acrescentou.

"O jejum, na tradição cristã, está intimamente ligado à esmola", afirmou o Papa.

Neste sentido, recordou, com Santo Agostinho, que, tanto o jejum como a esmola são "as duas asas da oração", que lhe permitem ganhar maior impulso e chegar a Deus.

"A Igreja sabe que, pela nossa fraqueza, é muito fatigante fazer silêncio para colocar-se diante de Deus e tomar consciência da nossa condição de criaturas que dependem d'Ele e de pecadores que precisam do seu amor", sublinhou o Santo Padre.

Por isso, "na Quaresma, ela nos convida a uma oração mais fiel e intensa, e a uma meditação prolongada sobre a Palavra de Deus".

Mas, antes de tudo, em linha com a sua Mensagem para a Quaresma deste ano, o Pontífice convidou todos os fiéis a "reviver" o próprio Batismo, pois a Quaresma, especialmente neste ciclo litúrgico A, foi, na tradição da Igreja, o itinerário que os catecúmenos percorriam antes de receber o sacramento na noite da Páscoa.

O Papa convidou todos a viver este "itinerário batismal", para "reavivar em nós este dom e fazê-lo de maneira que nossas vidas recuperem as exigências e os compromissos deste Sacramento, que está na base da nossa vida cristã".

"A Igreja sempre associou a Vigília Pascal à celebração do Batismo, passo a passo: nele, realiza-se esse grande mistério pelo qual o homem, morto para o pecado, torna-se partícipe da vida nova em Cristo ressuscitado e recebe o Espírito de Deus."

As leituras dos próximos domingos, explicou o Pontífice, "são tomadas precisamente da tradição antiga, que acompanha o catecúmeno na descoberta do Batismo: são o grande anúncio do que Deus faz neste sacramento, uma magnífica catequese batismal dirigida a cada um de nós".

O Papa foi detalhando, um por um, o significado dos Evangelhos de cada domingo da Quaresma, explicando também quais eram os passos (escrutínios, adesão ao Credo, iniciação na oração cristã) que o catecúmeno seguia durante este itinerário.

Exortou os fiéis a estarem "atentos para acolher o convite de Cristo a segui-lo de maneira mais determinada e coerente, renovando a graça e os compromissos do nosso Batismo, para abandonar o homem velho que está em nós e revestir-nos de Cristo".

A Quaresma, acrescentou, "é um caminho, é acompanhar Jesus que sobe a Jerusalém, lugar do cumprimento do seu mistério de paixão, morte e ressurreição".

Assim, explicou, "nos recorda que a vida cristã é um ‘caminho' a ser percorrido, que consiste não tanto em uma lei a ser observada, mas na própria pessoa de Cristo, a quem vamos encontrar, acolher, seguir".

"É sobretudo na liturgia, na participação dos santos mistérios, que somos levados a percorrer este caminho com o Senhor; é um colocar-nos na escola de Jesus, percorrer os acontecimentos que nos trouxeram a salvação."

Mas esta vivência não é "uma simples comemoração, uma lembrança de fatos passados", senão que, "nas ações litúrgicas, Cristo se faz presente através da obra do Espírito Santo, e esses acontecimentos salvíficos se tornam atuais".

Participar da Liturgia, concluiu, significa "submergir a própria vida no mistério de Cristo, na sua presença permanente, percorrer um caminho pelo qual entramos em sua morte e ressurreição para ter a vida".

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 9 de março de 2011 (ZENIT.org)

quinta-feira, 3 de março de 2011

Fique na paz


O carnaval começou. Desejamos a paz de Cristo para os que vão brincar e para os que vão aproveitar o período descansando, viajando, permanecendo no seio do seu lar com a sua família, enfim... O importante é que, independente da escolha, a paz seja uma constante!

Confira a mensagem que separamos para você meditar:

Aconteça o que acontecer, esteja em paz com você mesmo.
Aconteça o que acontecer, medite sobre a sua postura perante a vida, diante do seu próximo.
Aconteça o que acontecer, esteja alerta aos seus sentimentos em relação a si e aos outros.
Aconteça o que acontecer, esteja em paz com Deus, que o criou e que quer-lhe bem.
Aconteça o que acontecer, esteja feliz, porque a vida é a melhor escola para que você cresça.
Aconteça o que acontecer, esteja em todos os corações com sua bondade, sua generosidade e sua doação.
Aconteça o que acontecer, esteja ativa na vida, pois passiva e trancada, nada lucrarás, a não ser, a estagnação.
Aconteça o que acontecer, ame, apoie, agasalhe, ajude ao próximo.
Aconteça o que acontecer, esteja em paz.


(Autor desconhecido)