"Deus ande em tua frente para te conduzir, atrás de ti para te proteger e ao teu lado para te acompanhar!"


Você é o visitante de nº

Paróquia Ressurreição do Senhor

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Venha participar da missa da RCC na Paróquia de Ondina!

Missa com a dinâmica da Renovação Carismática Católica na Paróquia de Ondina, venha participar! 

Neste sábado 30/06, a partir das 17h , louvor, oração e adoração ao Santíssimo Sacramento, encerrando com Missa presidida por Pe Cristóvão, às 18 horas . Venha e traga seus amigos!

São Pedro e São Paulo - Apóstolos Dia 29 de junho

Hoje é o dia dos principais líderes da Igreja Cristã Primitiva, São Pedro e São Paulo apóstolos, porém, a igreja comemora essa belíssima solenidade e também o dia do Papa, no domingo, dia 01/07.

Eles são considerados “as colunas da Igreja” e os principais apóstolos, pois tinham ardor e zelo missionários. 
Simão Pedro era pescador, quando foi chamado por Jesus Cristo para segui-lo. Esteve presente nos momentos mais importantes da vida do Senhor, que lhe deu o nome de Pedro, que significa sua vocação de ser “pedra”, rocha, para que o Senhor edifique sobre ele a comunidade daqueles que aderem a Ele na fé. Cristo lhe confiou o poder das chaves do céu, pois na medida em que a Igreja é a realização, provisória, parcial, do Reino de Deus, Pedro e seus sucessores, os Papas, são administradores dessa parcela. Eles têm a última responsabilidade do serviço pastoral. 

No Dia de Pentecostes, Cristo o confirmou na fé. Neste mesmo dia, Pedro fez sua primeira pregação, selando seu apostolado e tornando-se líder da primeira comunidade. Selou seu apostolado com o próprio sangue, pois foi martirizado em uma das perseguições aos cristãos, crucificado de cabeça para baixo. Celebrar São Pedro, para os cristãos, é também celebrar o Papa. 

Paulo era fariseu, perseguia e aprisionava cristãos, levando alguns à morte. Era um homem muito culto e chamava-se Saulo, antes da conversão. Um belo dia lhe aparece o Cristo Ressuscitado, no caminho de Damasco, e lhe chama para segui-lo. Assim, houve a sua conversão à fé cristã, onde também recebeu o batismo do Espírito Santo. Paulo era um grande doutrinador, por isso conseguiu fundar muitas comunidades. De perseguidor de cristãos, passou a ser mensageiro de Cristo. Foi perseguido até ser decapitado. (Por ser cidadão romano, não poderia ser crucificado). Como Pedro, Paulo experimentou Deus como Aquele que nos liberta da tribulação.

São Pedro e São Paulo Apóstolos, rogai por nós!

Fonte: Wikipédia e Canção Nova.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Pastoral da Criança da Arquidiocese de Salvador promove Curso



A Pastoral da Criança da Arquidiocese de Salvador promoverá no sábado, 30 de junho, das 8 às 17h, na Casa das Irmãs do Bom Pastor, Curso para Capacitação de Líderes. É gratuito e com almoço. 


Referências do local: Casa do lado da 7ª Delegacia do Rio Vermelho, em frente ao antigo Mercado do Peixe, no Largo do Rio Vermelho.
Maiores informações, procurar os coordenadores da pastoral da Criança da Paróquia de Ondina: Dade e Antônio (71-3237-6034).

Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro



A celebração realizada ontem, dia 27 de junho, foi presidida pelo pároco, padre Cristóvão Przychocki, concelebrada pelos padres: Antônio, Cristóvão Dworak, Geraldo, Lécio e os diáconos Daniel e Paulo Gabriel. Dez jovens do Pré- Estágio do Seminário de Pituaçu foram apresentados à comunidade. Padre Geraldo conduziu a pregação e encerrou afirmando que “quem ama verdadeiramente Maria, conhece profundamente Jesus!”
A missa estava repleta e num clima de muita alegria, como aconteceu nas três quartas-feiras que antecederam a festa.
Padre Antônio, padre Devaldo e padre Alexandre pregaram, respectivamente, na 1ª, 2ª e 3ª, sobre o Evangelho do dia e sobre Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.    



quarta-feira, 27 de junho de 2012

27 de Junho - Solenidade de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Hoje comemora-se a solenidade de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. A devoção a essa Virgem chegou ao Brasil no final do século XIX, trazida pelos padres redentoristas. Graças ao zelo desses missionários, a devoção logo alcançou grande popularidade. O maior símbolo da devoção é o quadro de madeira dourada que abriga, em arte bizantina, a figura representativa de Nossa Senhora a meio corpo. Aparece vestida com uma túnica vermelha e um manto escuro cobrindo-lhe a cabeça, localizado no altar na parte lateral. Abrigado em seu braço esquerdo, o Menino Jesus olha assustado para os pregos e a cruz, instrumentos da paixão a Ele apresentados pelos anjos São Miguel e São Gabriel. Suas mãozinhas apertam a mão de Maria, como a pedir-lhe proteção e, com o movimento de medo, a sandália do pé esquerdo se desamarra. Maria abriga-o com ternura e Jesus se sente seguro nos braços da mãe. Confira aqui a história do quadro.

Hoje teremos a celebração em nossa paróquia em comemoração à Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

domingo, 24 de junho de 2012

24 de Junho - Dia de São João

São João, primo de Jesus Cristo, é homenageado no dia do seu nascimento, 24 de junho. Ele é protetor dos casados e enfermos. 
Aqui no nordeste do País é feriado regional e ocorrem muitas festas em homenagem a São João. Além das celebrações católicas, a data é comemorada a partir da noite do dia 23 com muito forró, fogueira, fogos de artifício e festas regadas a bebidas e comidas típicas, como bolos, doces, licores, milho, canjica e quentão. 

Segundo historiadores, a tradição das festas juninas (antes chamadas de joaninas) surgiu na Europa durante o século 14. A tradição das fogueiras também foi trazida do continente europeu e representava o aviso a Maria do nascimento de João, filho de sua prima Isabel. Os fogos de artifício, por sua vez, representam para alguns o despertar de João. 
Em Portugal, o uso das bombas e rojões serve para espantar os maus espíritos. Outros símbolos conhecidos das festas juninas são: o mastro, as bandeirolas, os balões coloridos, os fogos, a capelinha, a palha e o manjericão.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Forró "Baião de Dois" foi um SUCESSO!

No último dia 15, aconteceu o Forró "Baião de dois" em nossa Paróquia, organizado pela Pastoral da integração. O evento, mais uma vez, foi um sucesso e contou com a presença de paroquianos e visitantes. A animação ficou por conta de Freitas do acordeon e banda, que colocou muita gente para dançar baião! 

Quem não estava com pique pra o arrastapé, não teve motivo pra ficar parado, pois as barracas das pastorais atraiam os convidados para todas as comilanças! Amendoim, paçoca, pipoca, caldinhos, sarapatel, mingau de milho, munguzá, salgados, milho cozido, escondidinho, bolos e muito mais! 

Para finalizar o arraiá, organizou-se uma divertida quadrilha junina, motivo de muita alegria para todos!

sexta-feira, 15 de junho de 2012

15 de junho - Dia mundial de conscientização da violência contra a pessoa idosa


                        Fonte: Pastoral da Pessoa Idosa / CNBB

Vamos orar por nossos Sacerdotes?

Dom Murilo Krieger divulga nota de esclarecimento aos fieis católicos

O Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, scj, divulgou no dia dois de junho, uma nota direcionada aos fieis católicos com “esclarecimentos a respeito de palavras, expressões e procedimentos que são de uso tradicional em nossa Igreja e que, de uns tempos para cá, passaram a ser usadas também por denominações que não estão em comunhão com a Igreja Católica Apostólica Romana”.

Confira aqui a nota de esclarecimento.

Fonte: Arquidiocese de São Salvador da Bahia.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

13 de Junho - Dia de Santo Antônio

                                       
O mês de Junho é tradicionalmente conhecido por homenagear três santos: Santo Antônio, São João e São Pedro. Segundo historiadores, a tradição das festas juninas na Europa remonta ao século XIV.
O primeiro a ser homenageado é Santo Antônio, que nasceu no dia 15 de agosto de 1195 e faleceu em 13 de junho de 1231.
Além de considerado o ‘Santo Casamenteiro’, é conhecido como “milagreiro”. A homenagem é feita com trezenas que acontecem de 1º a dia 13 de junho, além dos responsos. Um hábito muito significativo é a distribuição de pãezinhos nas celebrações a ele dedicadas. Segundo a tradição, devem ser guardados numa lata com mantimentos, para que não falte comida durante o ano todo.

Forró "Baião de Dois"

Venha participar conosco do Forró Baião de Dois, organizado pela Pastoral da Integração. O evento vai acontecer no dia 15 de junho, a partir das 20h, na Paróquia de Ondina. Além das barracas com comidas típicas (bolos, milho, amendoim, paçocas, mingau), haverá barracas de brincadeiras para a criançada e uma quadrilha, com casamento dos matutos. Ponha seu traje caipira e venha dançar muito forró!

terça-feira, 12 de junho de 2012

12 de Junho - Dia dos namorados!

O Dia dos Namorados é uma data especial e comemorativa que celebra a união amorosa entre casais, sendo comum a troca de cartões e presentes. Em  alguns Países, comemora-se o dia dos namorados no dia 14 de fevereiro, dia de São Valentim.
Tudo começou quando o imperador Cláudio II, durante seu governo , proibiu a realização de casamentos em seu reino, com o objetivo de formar um grande e poderoso exército. Cláudio acreditava que os jovens, se não tivessem família, alistar-se-iam com maior facilidade. No entanto, um bispo romano continuou a celebrar casamentos, mesmo com a proibição do imperador. Esse Bispo chamava-se Valentim e as cerimónias eram realizadas em segredo. A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens jogavam flores e bilhetes dizendo que os jovens ainda acreditavam no amor. Valentim foi decapitado em 14 de Fevereiro de 270. 

Aqui no Brasil a data é comemorada no dia 12 de Junho, por ser véspera do 13 de Junho, Dia de Santo Antônio, santo português com tradição de casamenteiro, talvés devido às suas pregações a respeito da importância da união familiar. A data provavelmente surgiu no comércio paulista e depois foi assumida por todo o comércio brasileiro para reproduzir o mesmo efeito do Dia de São Valentim, equivalente nos países do hemisfério norte, para incentivar a troca de presentes entre os apaixonados.
Fonte: Canção Nova

Tríduo Preparatório - Festa do Sagrado Coração de Jesus

Junho nos brinda com a Festa em louvor ao Sagrado Coração de Jesus. O Tríduo preparatório começou ontem, dia 11 e vai até o dia 14 (veja programação abaixo). No dia 15, o Apostolado da Oração promove rá a missa festiva no dia 15. As celebrações acontecem sempre às 18h, na Igreja Matriz da Paróquia da Ressurreição do Senhor, em Ondina.

TRÍDUO PREPARATÓRIO, FESTA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS (Apostolado da Oração)

11/06                                                                                                                                     

 Tema: “Coração de Jesus, nossa Vida e Ressurreição”   
Palestrante: Maria Elisa K. Coutinho                                                                                                       


12/06

Tema: “Ele está no meio de nós” Mt 20,28                                                                                                     Palestrante:  Professor Carlos Trigo

14/06

Tema: “Dai-lhes vós mesmos de comer” Mt 4,16  
Palestrante: Pe Aloísio Mota

15/06 

MISSA FESTIVA                                                                                                                                      

Tema: “Coração de Jesus, fonte inesgotável de Misericórdia”                                         
Palestrante: Pe Cristóvão Przychocki

Preparação para a Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Estamos no mês que comemoramos Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, por isso já começou a preparação para a sua festa. Na última quarta-feira (06.06) Pe. Antônio Niemiec  deu início, na igreja matriz, ao ciclo de pregações que compõem a preparação. Teremos ainda nos dias 13 e 20 de junho. E a festa será no dia 27 de junho.

Você Sabia?

                                         

Que estar em pé é a posição do Cristo Ressuscitado, atitude de quem está pronto para obedecer, pronto para partir? Indica também a atitude de quem acolhe em sua casa. Estar de pé demonstra prontidão para pôr em prática os ensinamentos de Jesus.
Que estar sentado é a posição de escuta, de diálogo, de quem medita e reflete? Na liturgia, esta posição é própria para se ouvir as duas leituras, os salmos.

Que estar ajoelhado é a posição de quem se põe em oração profunda, confiante? “Jesus se afastou deles à distância de um tiro de pedra, ajoelhou-se e suplicou ao Pai...” (Lucas, 22,41). Lembremos dos leprosos que, de joelhos, suplicavam a Jesus o milagre da cura, cf. Marcos 1,40
 
Que fazer genuflexão com o joelho direito ao solo significa adoração ao Santíssimo Sacramento, quer exposto ou dentro do Sacrário. Não fazem genuflexão profunda aqueles que transportam objetos que se usam nas celebrações, como a cruz, os castiçais ou o livro dos Evangelhos.
 
Que prostrar-se significa estender-se no chão? Expressa profundo sentimento de indignidade, humildade e súplica. Este gesto é previsto para a Sexta-feira Santa, no inicio da celebração da Paixão. Também se prostram aqueles a serem ordenados diáconos e presbíteros, além de membros de algumas ordens ou congregações religiosas na celebração da profissão dos votos religiosos: um padre ao ser ordenado bispo, como também um cardeal ao ser ordenado papa.

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Corpus Christi

Hoje a Igreja Católica, em todo o mundo, comemora o dia de Corpus Christi. Nome que vem do latim e significa “Corpo de Cristo”. A festa de Corpus Christi tem por objetivo celebrar solenemente o mistério da Eucaristia - o Sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo.   Acontece sempre em uma quinta-feira, em alusão à Quinta-feira Santa, quando se deu a instituição deste sacramento. Durante a última ceia de Jesus com seus apóstolos, Ele mandou que celebrassem Sua lembrança comendo o pão e bebendo o vinho que se transformariam em seu Corpo e Sangue. "O que come a minha carne e bebe o meu sangue, tem a vida eterna e, eu o ressuscitarei no último dia. Porque a minha carne é verdadeiramente comida e o meu sangue é verdadeiramente bebida. O que come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. O que come deste pão viverá eternamente" (Jo 6, 55 - 59). Através da Eucaristia, Jesus nos mostra que está presente ao nosso lado, e se faz alimento para nos dar força para continuar. Jesus nos comunica seu amor e se entrega por nós. Origem da Celebração A celebração teve origem em 1243, em Liège, na Bélgica, no século XIII, quando a freira Juliana de Cornion teria tido visões de Cristo demonstrando-lhe desejo de que o mistério da Eucaristia fosse celebrado com destaque. Em 1264, o Papa Urbano IV através da Bula Papal "Trasnsiturus de hoc mundo", estendeu a festa para toda a Igreja, pedindo a São Tomás de Aquino que preparasse as leituras e textos litúrgicos que, até hoje, são usados durante a celebração. Compôs o hino “Lauda Sion Salvatorem” (Louva, ó Sião, o Salvador), ainda hoje usado e cantado nas liturgias do dia pelos mais de 400 mil sacerdotes nos cinco continentes. A procissão com a Hóstia consagrada conduzida em um ostensório é datada de 1274. Foi na época barroca, contudo, que ela se tornou um grande cortejo de ação de graças. No Brasil No Brasil, a festa passou a integrar o calendário religioso de Brasília, em 1961, quando uma pequena procissão saiu da Igreja de madeira de Santo Antônio e seguiu até a Igrejinha de Nossa Senhora de Fátima. A tradição de enfeitar as ruas surgiu em Ouro Preto, cidade histórica do interior de Minas Gerais. A celebração de Corpus Christi consta de uma missa, procissão e adoração ao Santíssimo Sacramento. A procissão lembra a caminhada do povo de Deus, que é peregrino, em busca da Terra Prometida. No Antigo Testamento esse povo foi alimentado com maná, no deserto. Hoje, ele é alimentado com o próprio Corpo de Cristo. Durante a Missa o celebrante consagra duas hóstias: uma é consumida e a outra, apresentada aos fiéis para adoração. Essa hóstia permanece no meio da comunidade, como sinal da presença de Cristo vivo no coração de sua Igreja. Fonte:

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Celebrações continuam sendo realizadas em São Lázaro!

Igreja de São Lázaro antes do incidente
No último dia 11 de maio, foi registrado um incidente que preocupou os frequentadores do Santuário de São Lázaro, no bairro da Federação. Parte do forro da nave da igreja, espaço onde são realizadas as celebrações, cedeu, deixando cair resíduos de materiais, provavelmente usados em reformas anteriores.
O acesso dos fiéis foi restringido, até que uma avaliação especializada dimensionasse a extensão do problema. Técnicos do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) visitaram a igreja, com o compromisso de executar uma análise mais detalhada, ainda em maio, não ocorrida até o fechamento desta matéria.
A partir da primeira visita, porém, a nave permaneceu parcialmente interditada por motivo de segurança, e outros locais da igreja, que não oferecem risco, como o pátio do veleiro e a sala onde são realizados os trabalhos sociais prestados à comunidade, estão sendo utilizados para as celebrações habituais, com destaque para as segundas feiras, quando o fluxo de devotos é bem maior.
Com 275 anos de existência, o Santuário é um lugar sagrado de peregrinação e incontestável identidade cultural, registrada na frequência expressiva do povo afrodescendente, que lota a igreja para render graças a São Lázaro, São Roque e São Benedito, santos celebrados em janeiro, agosto e novembro, respectivamente. Para homenageá-los, pessoas do mundo inteiro acompanham os rituais sagrados e profanos durante os festejos, passando pela Sala dos Ex-Votos e a Capela dos Milagres, onde deixam registradas suas intenções e pedidos.
Independentemente da restauração do forro, os altares também necessitam de tratamento imediato devido à ação de cupins.
Pela importância histórica e cultural que representa para o Povo de Deus, em especial para o baiano, o Santuário continua exercendo a função de fomentar a fé e acolher todos os devotos que o visitam. Assim, o convite para as celebrações está mantido: Nas segundas feiras, às 7h, 9h, 16h e 18h; de terça a sábado, às 8h e aos domingos, às 9h30.

Editorial - Jornal de Junho

CELEBRAR, MANIFESTAR E AUMENTAR A NOSSA FÉ

Pe. Cristovão Przychocki – CSsR 

Caríssimos irmãos e irmãs, caros leitores, povo fiel da Paróquia da Ressurreição do Senhor, somos chamados a evangelizar, levar a Boa Nova a todas as pessoas. Tal ação aumenta nossa fé a cada dia. Esta e outras notícias de Jesus podem chegar a nós por meio das grandes redes sociais – o “mass media”, ou através dos meios de comunicação social mais tradicionais como os jornais, revistas, TV, rádio, etc.
Entretanto, isso não nos isenta de trilhar o caminho da evangelização e do anúncio da palavra de Cristo através da intercomunicação pessoal. O Papa Paulo VI, em dezembro de 1975, na sua Exortação Apostólica “Evangelii Nuntiandi”, sobre a evangelização no mundo contemporâneo nº 45, diz: “A Igreja viria a sentir-se culpável diante do Senhor, se ela não lançasse mão destes meios potentes que a inteligência humana torna cada dia mais aperfeiçoado(s) (mesmo sendo uma citação, há um erro de concordância que aponto, por não poder ir à fonte)    (...). Graças a eles a Igreja consegue falar às multidões... Porém, ao lado da proclamação geral para todos do Evangelho, uma outra forma da sua transmissão de pessoa a pessoa, continua a ser válida e importante”.
O momento próprio, especial para essa prática é o encontro pessoal no sacramento da reconciliação. São também os encontros em pequenos grupos de oração, e sobretudo, as celebrações da santa missa, as festas dos santos padroeiros, entre outros.
Este mês de junho oferece muitos momentos fortes na nossa Igreja: a festa da Santíssima Trindade, do Sagrado Coração de Jesus e a celebração da Solenidade do Corpus Christi. Momentos que nos convidam a penetrar ainda mais no mistério da Sagrada Eucaristia, fazendo-nos perceber a presença viva de Cristo que se deixou ficar naquele simples pedaço de Pão para aumentar a nossa fé.
Teremos outros momentos celebrativos populares, igualmente válidos: a Festa de Santo Antônio, Natividade de São João Batista, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (venerada com muito amor e carinho às quartas feiras), São Paulo e São Pedro. Todos esses momentos litúrgico-celebrativos nos ajudam no crescimento da nossa fé em Cristo Jesus. Isto é, redescobrir os conteúdos da fé professada, celebrada, vivida e rezada. Devemos ser homens e mulheres que testemunham com fé a grande verdade: “Deus é Amor” (1º Jo 4,8) e que “Ele está no meio de nós!”
Que Deus abençoe a todos!


terça-feira, 5 de junho de 2012

Tome nota! Junho de 2012

Confira a nossa programação para junho / 2012:

Coroação de Nossa Senhora

É muito antiga na Igreja, a devoção de coroar a imagem da Virgem Maria no final do mês de Maio. Com este gesto simbólico queremos mostrar o carinho que sentimos pela Mãe de Jesus e nossa Mãe. Assim, no dia 30 de maio, foi realizada a coroação de Nossa Senhora na Comunidade Nossa Senhora dos Navegantes. Foi uma bonita celebração presidida pelo Diácono Paulo Gabriel. A coroação foi organizada por Natali, Naiara e Laina, jovens da nossa comunidade.
A capela ficou lotada com nossas crianças e jovens, a participação deles é muito importante! Que possamos incentivá-los e acolhê-los em nossas comunidades, pois eles são o futuro da nossa Igreja.
Que possamos aprender com a Virgem Maria a cantar as maravilhas de Deus e seguir seu bonito exemplo “Minha alma glorifica o Senhor e meu espírito exulta em Deus meu Salvador”. (Lc 2,47).

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro


História do Quadro

         O quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é de origem oriental. Uma inscrição existente no primeiro santuário romano em que foi venerado referia ter sido o quadro roubado em Creta por um comerciante que o trouxe para Roma pelos fins do séc. XV. Tendo caído gravemente doente e encontrando-se em perigo de morte, o comerciante pediu a um amigo que oferecesse o quadro a uma igreja onde pudesse ser devidamente venerado.
         O amigo, porém, não manteve a palavra dada. Só depois de Nossa Senhora ter repetidamente falado a uma de sua filha de seis anos é que se realizou a vontade do amigo moribundo. Chamando-se a si mesma "Santa Maria do Perpétuo Socorro", Maria Santíssima disse à menina que queria seu quadro exposto à veneração dos fiéis na igreja de São Mateus, situadas entre as duas grandes basílicas de Santa Maria Maior e de São João de Latrão.
         Nessa igreja, assistida pelos Religiosos Agostinianos, encontrou o quadro a sua mansão e aí foi venerado desde 1499 até 1798. Bem depressa se tornou celébre pelas graças concedidas a quantos rezavam diante dele. Em 1798, as tropas da Revolução Francesa ocuparam Roma e destruíram 30 igrejas, entre as quais a de São Mateus, igreja que neste tempo estava confiada aos Agostinianos Irlandeses, exilados pela lei inglesa, os quais levaram o quadro para um convento próximo. Mais tarde, colocaram-no na capela da casa deles em Santa Maria in Posterula, onde permaneceu até 1866.
         Entretanto, os Redentoristas haviam construído uma igreja perto do lugar onde antes ficava a de São Mateus. Providencialmente soube-se do paradeiro do quadro, e os Redentoristas, ao terem conhecimento da história do mesmo, pediram ao Papa Pio IX que o concedesse ã nova igreja. O Santo Padre concordou e confiou a sua guarda à Congregação dos Redentoristas, incumbindo os membros do Instituto de difundir por toda a parte a devoção do quadro milagroso: "Daí a conhecer por todo o mundo".
         No dia 26 de abril de 1866, o quadro foi levado em procissão para a igreja de Santo Afonso. E este foi o início de uma série interminável de ações de graças, não só em Roma, mas em todo o mundo, onde os Redentoristas nunca cessaram de proclamar a bondade da Mãe do Perpétuo Socorro.