"Deus ande em tua frente para te conduzir, atrás de ti para te proteger e ao teu lado para te acompanhar!"


Você é o visitante de nº

Paróquia Ressurreição do Senhor

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Bingo da Amizade - Pastoral da Crisma

A Pastoral da Crisma espera por você no Bingo da Amizade! vai acontecer neste sábado, 20 de outubro, às 15h, no auditório da Igreja Matriz.

Não perca: bicicleta, faqueiro inox 24 peças, liquidificador, ferro elétrico e muito mais! O valor da cartela é só R$3,00.

Bingo da Amizade... Muitos prêmios, muita diversão e fraternidade!


Contamos com sua presença!

Curso de Avivamento e Formação

O Apostolado da Oração convida para Avivamento no dia 18/10, das 19h30 às 21h, na Matriz, com o tema: Oferecimento Diário e Orientações atuais propostas ao Apostolado da Oração.

Aniversário do nosso pároco

Padre Cristovão na Missa festiva de 18 anos da Comunidade Coração de Maria
Há 33 anos, na cidade de Stary Sacz, região sul da Polônia, no dia 17 de outubro, nascia o menino Cristóvão Przychocki, que hoje é o nosso jovem Pastor. Cristóvão, filho de João e Maria, tem três irmãos e duas irmãs, cresceu numa família cristã, bem estruturada, formou-se em técnico de Gastronomia, trabalhou em restaurantes na Polônia e na Alemanha. Como faltava algo em seu coração, atendeu ao chamado de Jesus e ingressou na Congregação do Santíssimo Redentor, no ano de 2000. 

Iniciou seus estudos na Polônia. Em 2007 tornou-se diácono na Vice-Província da Bahia, e em 2008 foi ordenado sacerdote na Polônia. Foi vigário em nossa paróquia por breve tempo, seguiu para a Equipe Missionária, serviu em Itabuna e retornou em fevereiro deste ano como nosso pároco. 

Padre Cristóvão é um belo exemplo de sacerdócio missionário, servindo com simplicidade e amor a Jesus, à Sua Igreja e ao povo de Deus. Parabéns e felicidades Padre Cristóvão!

terça-feira, 16 de outubro de 2012

16 de outubro - Dia de São Geraldo

São Geraldo Maria Majela nasceu em Muro, na Itália, em 1726, de pais pobres e fervorosos cristãos. Aos 22 anos entrou como Irmão Leigo na Congregação do Santíssimo Redentor, fundada por Santo Afonso Maria de Ligório, onde desempenhou os ofícios humildes de alfaiate, jardineiro, sacristão, porteiro e enfermeiro, dando sempre em tudo provas das virtudes mais eminentes. 



No dia 16 de outubro de 1755, com 29 anos teve a morte tranquila dos Santos. São Geraldo é protetor das crianças enfermas e das mães ao darem a luz. Sua canonização foi em 1904 pelo Papa Pio X. Hoje temos seminários com o nome de São Geraldo em Pituaçu, Salvador, responsáveis os padres Redentorista da Bahia. 

Saiba mais da história de vida de São Geraldo na missa das 18h, hoje, na Igreja Matriz!

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

15 de outubro - Dia de Santa Teresa Ávila


Santa Teresa d'Ávila Santa Teresa d'Ávila nasceu em Ávila, no dia 28 de março de 1515. Foi educada com exemplos e princípios cristãos. Aos sete anos, tentou fugir de casa e peregrinar ao Oriente para ser martirizada pelos mouros, mas foi impedida pelos parentes. Aos doze anos, perdeu a mãe e assumiu Nossa Senhora como sua mãe adotiva. 

Mas a adolescência a trouxe sérios problemas, tornando-se uma grande preocupação para seu pai, que a internou, quando completou 16 anos, no colégio das agostinianas em Ávila. Mas uma doença grave a fez voltar para receber tratamento na casa de seu pai, o qual se culpou pelo acontecido. Já em casa, Tereza passou por experiências espirituais místicas, de visões e conversas com Deus. Todavia as tentações mundanas não a abandonavam. Assim atormentada, desejando seguir com segurança o caminho de Cristo, em 1535, já com vinte anos, decidiu tornar-se religiosa, mas foi impedida pelo pai. Resolveu então fugir para o Convento carmelita da Encarnação de Ávila. 

Um ano depois, contraiu outra doença grave, quase fatal, e novamente teve visões e conversas com o Pai. Teresa, então, concluiu que devia converter-se de verdade e empregou todas as forças do coração em sua definitiva vivência da religião, no Carmelo, tomando o nome de Teresa de Jesus. Se converteu aos trinta e nove anos, quando teve a visão do lugar que a esperaria no inferno se não tivesse abandonado suas vaidades. Iniciou, então, o seu grande trabalho de reformista. Pequena e sempre adoentada, ninguém entendia como conseguia subir e descer montanhas, deslocar-se pelos caminhos mais ermos e inacessíveis, de convento em convento, por toda a Espanha. 

Em 1560, teve a inspiração de um novo Carmelo, onde se vivesse sob as Regras originais. Dois anos depois, fundou o primeiro Convento das Carmelitas Descalças da Regra Primitiva de São José em Ávila, onde foi morar. Porém, em 1576, enfrentou dificuldades muito sérias dentro da Ordem. Por causa da rigidez das normas que fez voltar nos conventos, as comunidades se rebelaram junto ao novo geral da Ordem, que também não concordava muito com tudo aquilo. Por isso ele a afastou. Teresa recolheu-se em um dos conventos e acreditou que sua obra não teria continuidade. Mas obteve o apoio do rei Felipe II e conseguiu dar seqüência ao seu trabalho. Em 1580, o papa Gregório XIII declarou autônoma a província carmelitana descalça. 

Na sua época, toda a cidade de Ávila sabia das suas visões e diálogos com Deus. Para obter ajuda, na ânsia de entender e conciliar seus dons de espiritualidade e as insistentes tentações, ela mesma expôs os fatos para muitos leigos e não apenas aos seus confessores. E ela só seguiu numa rota segura porque foi devidamente orientada pelos últimos, que eram os agora santos Francisco Bórgia e Pedro de Alcântara, que perceberam os sinais da ação de Deus. A pedido de seus superiores, registrou toda a sua vida atribulada de tentações e espiritualidade mística em livros como "O caminho da perfeição", "As moradas", "A autobiografia" e outros. Neles, ela própria narra como um anjo transpassou seu coração com uma seta de fogo. 

Doente, morreu no dia 4 de outubro de 1582, aos sessenta e sete anos, no Convento de Alba de Torres, Espanha. Na ocasião, tinha reformado dezenas de conventos e fundado mais trinta e dois, de carmelitas descalças, sendo dezessete femininos e quinze masculinos. Beatificada em 1614, foi canonizada em 1622. A comemoração da festa da transverberação do coração de Santa Teresa ocorre em 27 de agosto, enquanto a celebração do dia de sua morte ficou para o dia 15 de outubro, a partir da última reforma do calendário litúrgico da Igreja.

O papa Paulo VI, em 1970, proclamou santa Teresa d'Ávila doutora da Igreja, a primeira mulher a obter tal título.

Fonte: Paulinas.com

Dia dos Professores

Quem nunca teve um professor? Refiro-me ao professor oficial. Aquele que oficializa a formação do aluno rumo a um diploma.

No Brasil o dia do professor é 15 de outubro, dia da educadora Santa Teresa de Ávila. Importante registrar que em 15/12/1827, D. Pedro I baixou o decreto que criou o Ensino Fundamental. Obrigava cidades, vilas e lugarejos a terem escola das primeiras letras. Ideia revolucionária que, se cumprida, talvez não estaríamos na atual crise da educação. 

Não muito distante, o professor era reconhecido pela sociedade. Era tão importante como o ar que se respira. Principalmente os de educação básica porque o trabalho com crianças, delicado, exigente é fundamental para a cultura do país. Valorizar o professor brasileiro é resgatar a saúde cultural do Brasil que se encontra em estágio terminal.

Confira abaixo a letra e o vídeo criado pelo Governo Federal para homenagear os professores: 

UM BOM PROFESSOR, UM BOM COMEÇO 

A base de toda conquista é o professor!
A fonte de sabedoria, um bom professor! 
Em cada descoberta, cada invenção, todo bom começo tem um bom professor!

No trilho de uma ferrovia (um bom professor)! 
No bisturi da cirurgia (um bom professor)! 
No tijolo da olaria, no arranque do motor, tudo que se cria tem um  bom professor!

No sonho que se realiza (um bom professor)! 
Cada nova ideia (tem um professor)!
O que se aprende, o que se ensina (um professor)! 
Uma lição de vida, uma lição de amor!

Na nota de uma partitura, no projeto de arquitetura...

Em toda teoria, tudo que se inicia, todo bom começo tem um bom professor (Tem um bom professor)!


Parabéns a todos os professores!

sábado, 13 de outubro de 2012

Missa com as crianças na Matriz

Lembramos que todo segundo domingo, a celebração das 17h na Igreja Matriz é voltada para nossas crianças. Pais, não percam a oportunidade de ajudá-las a descobrir a beleza da Santa Missa. 

Amanhã, 14 de outubro, venha participar junto com seus filhos. É uma bela maneira de comemorar o Dia das Crianças!

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Dia das Crianças

Ação Social promovida pelo Grupo Redescoberta, na Creche Projeto "Salva Dor", São Lázaro.
No dia 12 de outubro comemoramos também o dia das nossas crianças. Neste dia não esqueçamos que não são os presentes materiais que fazem uma criança essencialmente feliz, mas sim o amor e o respeito com que elas são tratadas. 

Dar presente e ignorar o resto, de nada vale. Ainda mais que presentes em demasia não correspondem à realidade brasileira, onde muitíssimas crianças morrem mesmo antes de nascer, ou morrem por falta de alimentos. 

Aproveite também para olhar pela crianças abandonadas. Nas ruas, nos orfanatos, nas creches ou até na vizinhança! Participe de ações sociais em prol delas, seja doando alimentos, roupas e brinquedos, ou até mesmo levando amor e carinho! Coloque-as em suas orações, dê afeto e atenção que, com certeza, você estará contribuindo para um futuro melhor!

Que possamos colocar em suas vidas Jesus. Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas. “Em verdade vos declaro: quem não receber o Reino de Deus como uma criancinha, nele não entrará." (Lucas 18,15-17)

Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós!

Como surgiu Nossa Senhora Aparecida? 

Nossa Senhora de Fátima apareceu aos 3 pastorinhos em Portugal, Nossa Senhora de Lourdes, a Bernardete na França. Elas são padroeiras desses países e seguem veneradas por todos. E no Brasil? 

Bem, aqui foi assim: Corriam mansas as águas do Rio Paraíba do Sul, em Guaratinguetá, São Paulo. Ano 1717. Três pescadores, Garcia, Alves e Pedroso não conseguiam pescar nenhum peixe. Prontos a desistir, um deles lançou uma derradeira rede. Nenhum peixe. Porém, surpreendentemente, viram que “pescaram” uma imagem. 

Era negra e vestia um manto azul. Estava sem a cabeça. Assustados, lançaram outra rede e, com esta “pescaram” a minúscula cabeça. Daí, os peixes abundaram. Foi um milagre com superação de um forte ingrediente científico porque, pelo seu pequenino tamanho, a cabeça jamais poderia ter sido “pescada” com uma rede, cuja trama da malha era muito maior. 

D. Pedro I, dias após a Proclamação da Independência do Brasil, consagrou o Brasil a Ela. Foi fundada a cidade de Aparecida que hoje abriga seu majestoso Santuário. Tornou-se a Padroeira do Brasil. Seu dia é 12 de outubro e, para coroar fato tão extraordinário, o governo brasileiro fez dele feriado nacional. Nª Sª da Conceição Aparecida, milagrosa e amada por todos brasileiros, continue amparando o Brasil e todos seus devotos.

Caso queira saber mais sobre a história de Nossa Senhora Aparecida, confira aqui!

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Show Paz e Luz e Missa no Encontrão dos 70 anos da Rádio Excelsior da Bahia

Acontecerá amanhã, no estádio de Pituaçu, o Show Paz e Luz, em comemoração aos 70 anos da Rádio Excelsior. O tema do encontro será "Com a Mãe Aparecida a serviço do Senhor do Bonfim" e contará com a participação do Padre Reginaldo Manzotti. A entrada será um quilo de alimento não perecível que deve ser trocado em uma das 110 paróquias e/ou nas 904 comunidades da Arquidiocese de Salvador. Os alimentos arrecadados permanecerão nas próprias comunidades, a fim de beneficiar suas respectivas obras sociais.Serão disponibilizados 32 mil ingressos, correspondendo a capacidade máxima do estádio.

Se programe: 

Onde: Estádio Pituaçu Início: 12 de Outubro de 2012, às 17h00 Término: 12 de Outubro de 2012, às 20h00.

17h00 - Momento de Evangelização - Paz e Luz

17h55 - Hora do Angelus

18h05 - Momento Mariano

18h30 - Santa Missa

Mais informações: (71) 31143300

Abertura do Ano da Fé

O Ano da Fé inicia hoje, 11 de outubro e terminará em 24 de novembro de 2013, data em que a Igreja celebra a festa de Cristo Rei. 

Esse tempo especial de conversão se deu com a divulgação da Carta Apostólica Porta Fidei: “A Porta da Fé, que introduz na vida de comunhão com Deus e permite a entrada na sua Igreja que está sempre aberta para nós, num caminho que dura a vida inteira.O Ano da Fé é convite para uma autêntica e renovada conversão ao Senhor...”, salienta o Papa. 

A data escolhida como marco é o cinquentenário da abertura do Concílio Vaticano II. Também nessa data, o Catecismo da Igreja Católica completará 20 anos de publicação.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Novidades sobre a saúde de Pe. Zezinho, scj, por Pe. Joãozinho, scj.

Hoje meu irmão e amigo, Pe. Zezinho, scj chegou de volta à comunidade do Conventinho, em Taubaté, onde reside desde a década de 1970. Como todos sabem, em setembro ele foi vítima de um AVC isquêmico provavelmente provocado pelo diabetes. Ficou hospitalizado e muito bem cuidado no Hospital Pio XII e depois no Antoninho da Rocha Marmo, em São José dos Campos. Ambos são uma iniciativa das Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada. Esta congregação sempre teve uma atenção especial da parte de Pe. Zezinho. Agora foi a vez de ele receber cuidados… não existem palavras para descrever o zelo e dedicação que ele recebeu das irmãs. 

Bem… Pe. Zezinho chegou esta manhã e foi recebido com uma calorosa salva de palmas. Era visível a alegria de todos os 60 confrades que moram nesta casa, pela volta deste irmão maior que é referência na saúde e na doença. Desde o AVC ele luta para driblar lapsos de memória que afetam a continuidade de suas frase e às vezes lhe roubam palavras, nomes, sílabas ou letras que ficam faltando ou sobrando. Ficou um limite, sim! Mas seu ânimo continua sendo impressionante. Ele gasta cada minuto inventando modos criativos de mapear e driblar estas armadilhas mentais. Trata isso como uma espécie de jogo ou desafio pessoal. Continua não conseguindo cantar músicas como Oração pela Família. Mas sabe assoviar toda a melodia. Quando o vi, há dez dias, não cantava nada. Hoje ele cantou para mim os dois primeiros versos. Já lembra o nome de diversas pessoas. O meu não lembrou. Mas sabe exatamente quem sou e o que devendo para ele. Olha no celular e sabe que fui eu que liguei ou mandei mensagem. Com o celular na mão descobriu como recordar o nome das pessoas. Não consegui escapar. 

O tempo dirá a velocidade da recuperação. Torcemos e rezamos para que ele logo consiga compor, digitar, criar, cantar etc. Agora é ter paciência e dedicar-se ao exercício de criar sinapses. Quando lhe perguntei como se sente ele me disse: “As palavras estão voltando”. Cada nome lembrado é uma vitória. Programamos fazer alguns coisas juntos: livros inacabados, canções incompletas, ideias em elaboração. 

Antes de escrever esta crônica, conversei demoradamente com ele e perguntei o que achou do meu primeiro texto e se poderia escrever isso para as pessoas que perguntam sobre sua saúde. Ele me disse que gostou do que escrevi e que seguisse em frente. Após sua autorização e a aprovação dos meus superiores, escrevi. 

Não é para satisfazer apenas a curiosidade de alguns. Sei que a maioria das pessoas transforma estas informações em prece… e é disso que Pe. Zezinho mais precisa neste momento. O cuidado da comunidade, de seus familiares e de nossa enfermeira da comunidade, Carol, ele tem. Obrigado pela oração que você fará ao terminar de ler estes escritos.

Curso de Formação Litúrgico Musical


De 12 a 14 de outubro, acontece na Paróquia Ressurreição do Senhor, Ondina, o Curso de Formação Litúrgico Musical em parceria com o Centro Missionário Redentorista (CMR). 
Foto do Curso de Formação Litúrgico Musical em registro, SP, 2011.
Confira a entrevista da pastoral de Comunicação com o Pe Cristóvão Dworak, palestrante do curso:

Pascom - Como o Senhor pretende trabalhar a questão de teologia, ritualidade e música?

Pe Cristõvão - Estes temas serão trabalhados em conjunto. No primeiro momento falaremos sobre o conteúdo teológico-litúrgico do Advento e do Natal, a partir das orações próprias do tempo, e da ritualidade. Faremos também a análise de principais cantos que são entoados nestes tempos. Na Igreja não se canta qualquer coisa, em qualquer momento. Tudo na liturgia tem o seu momento próprio.

Pascom - Esta oficina será somente para cantos do tempo de Advento e do Natal?

Pe - Sim, o objetivo deste curso é aprofundar a teologia, ritualidade, espiritualidade, canto e música do Ciclo do Natal. Estão previstos para o ano que vem outros cursos temáticos.

Pascom - Como será passada a técnica vocal?

Pe - Será coordenado pela prof. Giuliana. Ela apresentará muitas técnicas úteis ao desempenho vocal dos que cantam. Além disso, os participantes poderão levar para casa material de palestras, letras de cantos com partituras e um CD didático. 

Pascom - O músico José Raimundo Galvão fará parte do curso?

Pe - Este curso será uma oportunidade muito boa para isso. E como convidado, ele apresentará em algum momento, uns dos seus cantos do Natal, alguns deles já conhecidos e cantados em nossas comunidades.
 
Pascom  - Como as pessoas poderão participar? 

Pe -São convidados a participar deste curso todos os que estão ativamente engajados nas liturgias das nossas comunidades e os que atuam em determinadas celebrações. Mas, é indispensável a presença de todos que coordenam os grupos de cantos e os que tocam nas missas.

Pascom  - Onde será o curso e qual a duração?

Pe -O curso começará na sexta-feira, dia 12 de outubro, com a Missa da Solenidade de N. S. Aparecida, às 17h, na Igreja Matriz. No sábado, dia 13 de outubro, as atividades serão das 8h30 até às 17h, com o intervalo para o almoço. No domingo, dia 14 de outubro, começará às 8h30 e terminará com a entrega dos certificados de participação, às 14h30. 

O Baile dos anos 60 foi um sucesso!

O Baile dos anos 60, promovido pela Paróquia da Ressurreição do Senhor, mais uma vez foi um sucesso!
Banda "Os milionários".

Os Paroquianos, juntamente com outros participantes puderam desfrutar com muita disposição e animação de um baile bem divertido, animado pela banda "Os Milionários"! 

A renda será revertida para as obras da instalação do elevador da Igreja Matriz.

Confira as fotos do evento no na nossa página do facebook!

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Curso Bíblico

Já mostramos aqui por onde começar a ler a Bíblia. Agora trazemos informações para você conhecer melhor o livro mais lido do mundo. 

A Bíblia surgiu no meio de um povo, o povo de Israel, mais tarde conhecido como o povo de Deus, e narra sua história Ela não foi escrita de uma só vez. Os primeiros livros foram escritos mais ou menos 1.250 AC e os últimos mais ou menos 100 DC. Claro que a história que a Bíblia narra começou muito antes, por isso “são importantes algumas informações que fornecerão uma visão geral do ambiente em que o livro foi escrito. 

Vale a pena mencionar dois princípios básicos de leitura da Bíblia. O primeiro e fundamental é este: cada declaração da Bíblia considera o contexto em que ela ocorre. O segundo: ter em conta os diferentes tipos de passagens literárias da Bíblia. 

Quem já teve algum contato com obras literárias sabe que o caminho para ler e interpretar documentos, prosa (como o romance) ou poesia é de forma diferente. Os autores bíblicos também se beneficiaram de uma grande variedade de gêneros literários. Na Bíblia, encontramos: textos poéticos (Salmos); fragmentos de documentos oficiais (Esdras, Macabeus); fragmentos de narrativa (Atos dos Apóstolos). 

É necessário evitar o maior perigo na leitura da Bíblia: a interpretação fundamentalista. Esta interpretação visa o significado literal de cada frase da Escritura, sem levar em conta as implicações históricas da criação do texto.” Necessitamos descobrir na narrativa bíblica o mais importante: a revelação do amor de Deus por nós! Mês que vem, mais um capítulo do nosso Curso Bíblico

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

05 de outubro- Dia de São Benedito!


A igreja celebra hoje o dia de São Benedito, um santo muito querido em todo o mundo! 

Benedito Manasseri nasceu em 1524, mas não se sabe ao certo onde teria nascido. Alguns historiadores dizem que ele nasceu na Sicília, sul da Itália, no seio de família pobre e era descendente de escravos oriundos da Etiópia. Outros, dizem que ele era um escravo capturado no norte da África. Neste caso, ele seria de origem moura, e não etíope. 

De qualquer modo, todos contam que ele tinha o apelido de “mouro” pela cor de sua pele. Aos 18 anos de idade já havia decidido consagrar-se ao serviço de Deus e aos 21 um monge dos irmãos eremitas de São Francisco de Assis chamou-o para viver entre eles e aceitou. Fez votos de pobreza, obediência e castidade e, coerentemente, caminhava descalço pelas ruas e dormia no chão sem cobertas. Era muito procurado pelo povo, que desejava ouvir seus conselhos e pedir-lhe orações. 

Cumprindo seu voto de obediência, depois de 17 anos entre os eremitas, foi designado para ser cozinheiro no Convento dos Capuchinhos, por isso é considerado atualmente protetor dos cozinheiros. São Benedito morreu aos 65 anos, no dia 4 de abril de 1589, em Palermo, na Itália. Na porta de sua cela, no Convento de Santa Maria de Jesus de Palermo se encontra uma placa com a inscrição em italiano indicando que era a Cela de São Benedito e embaixo as datas 1524-1589, para indicar as datas do nascimento e de sua morte. 

Alguns autores indicam 1526 como o ano de seu nascimento, mas os Frades do Convento de Santa Maria de Jesus consideram que a data certa é 1524.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

04 de outubro - Dia de São Francisco de Assis

Oração de São Francisco
Giovanni di Pietro di Bernardone, mais conhecido como São Francisco de Assis foi um frade católico da Itália. Depois de uma juventude irrequieta e mundana, voltou-se para uma vida religiosa de completa pobreza, fundando a ordem mendicante dos Frades Menores, mais conhecidos como Franciscanos, que renovaram o Catolicismo de seu tempo.

A fama de santidade que granjeou em vida e perdura até os dias de hoje surgiu do seu exemplo de uma vida de completa dedicação ao próximo, dedicação que era animada por uma compreensão profunda, uma sinceridade espontânea, uma simplicidade autêntica em todas as coisas, qualidades banhadas de uma calorosa fraternidade, simpatia e caridade.

Na visão de seus contemporâneos ele era o mais perfeito seguidor de Jesus Cristo, e sua presença em qualquer cidade era sempre um acontecimento, enquanto que seus irmãos eram tidos na mais alta estima por muitos prelados importantes e autoridades civis.

Gostava muito dos pobres, da natureza e dos animais. Era incapaz de matar sequer uma formiga, por isso é conhecido como protetor dos animais. No mundo todo os católicos comemoram o seu dia com muita oração. É no dia 04 de outubro que os fiéis tem a possibilidade de levar seus animais para receber a benção na missa de São Francisco de Assis.

Conheça os NA - Narcóticos Anônimos

É um serviço gratuito, onde se aprende a viver sem drogas. Não focaliza nenhuma droga específica; seu programa lida com a doença da adicção. Um adicto é uma pessoa cuja vida é controlada pelas drogas. 

Através da programação do NA é possível parar de usar drogas, perder a vontade e encontrar uma nova maneira de viver. Para tornar-se membro, basta ter o desejo de parar! 

O grupo Ondina - Vale a pena viver, se reúne todas as segundas-feiras das 10h30 às 12h30 no auditório da Igreja Matriz.

Concílio Vaticano II completa 50 anos – PARTE 01

Há 50 anos o Papa João XXIII abria solenemente o 21º Concílio Ecumênico da Igreja Católica (1962-1965). Certamente esta é uma data que merece ser lembrada, porque a convocação e a realização deste último Concílio marcaram profundamente a caminhada da Igreja dos últimos séculos e em especial, a caminhada das Comunidades Eclesiais do século XX e a do início do século XXI. Hoje todos nós, e em especial as mais novas gerações de cristãos vivemos o modo de ser Igreja delineado pelo Concílio Vaticano II. 

Os mais idosos lembram ainda as missas em latim celebradas pelos padres que vestiam os antigos paramentos e rezavam voltados de costas para o povo, acompanhados de coroinhas, que muitas vezes não entendiam o que respondiam. Para muita gente, a missa era o momento propício de rezar o terço e as ladainhas ou um momento oportuno de fazer outros piedosos exercícios devocionais. Com a chegada do Concílio muita coisa mudou. 

Para marcar esta passagem jubilar, pretendemos falar aqui, neste espaço, das grandes propostas, que este Concílio apresenta para os cristãos, que são chamados a ser uma luz e um sopro de esperança para o mundo de hoje. Passados seus 50 anos, agora muito mais amadurecido, o Concílio Vaticano II continua a ser um desafio para a própria Igreja, para cada cristão, e para o mundo globalizado. Assim, como o foram os vinte Concílios anteriores. Cada um deles era convocado para tratar de grandes questões daquelas épocas. Alguns tratavam de questões dogmáticas, isto é, dos fundamentos da fé cristã. Outros tratavam de questões mais pastorais. Outros ainda de questões disciplinares. Mas, independentemente das razões, todos eles queriam ser resposta evangelizadora e luz para a realidade em que a Igreja se encontrava numa determinada época histórica. 

Não foi diferente com o Concílio Vaticano II. Levando em consideração as riquezas e a sabedoria da tradição bimilenar contida nos Concílios anteriores, o Concílio Vaticano II, desejava oferecer a seus fiéis, em primeiro lugar, mas também para todas as pessoas, um ensinamento mais preciso sobre sua natureza e sua missão universal. Isto porque, “As presentes condições do mundo tornam mais urgente este dever da Igreja, a fim de que os homens, hoje, mais intimamente unidos por vários vínculos sociais, técnicos e culturais, alcancem também total unidade em Cristo” (Lumen Gentium, nº 1). 

Não se ama o que não se conhece. Conhecer o pensamento do Concílio Vaticano II é fundamental para ser um verdadeiro e autêntico discípulo missionário do Senhor Jesus. Faremos isso, aos poucos. Até o próximo! 

Pe. Cristóvão Dworak, CssR.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Ide e anunciai!

Outubro é dedicado tradicionalmente às Santas Missões, e mais uma vez nos desperta para a tarefa da evangelização. 
Encerramento das Missões Redentoristas em Itabuna (BA) - 2011
Nós, católicos, encontramos Jesus no Batismo, na Bíblia, na Eucaristia, na comunidade e nas nossas devoções. Estes encontros nos dão alegria interior, esta alegria e o privilégio de encontrá-Lo, devemos compartilhar com os outros. Por isso, o discípulo de Jesus deve ser missionário. O recado de Jesus para aqueles que têm fé e o amam é claro: “Ide e fazei discípulos meus todos os povos” (Mt 28,19). O próprio Jesus é missionário do Pai. “Esta doutrina não é minha, mas daquele que me enviou” (Jo 7,16). 

Somos discípulos de Jesus, chamados e revestidos da Sua mesma missão! 

O anúncio missionário precisa passar de pessoa a pessoa, de casa em casa, de comunidade em comunidade. (DAP nº 550). 
É preciso sair do egocentrismo da nossa natureza, do individualismo de não querer dividir o sentido da vida que encontramos em Cristo e na comunidade eclesial. Nós sabemos que Deus é Pai, mas e os outros que não conhecem essa consoladora verdade? Nós sabemos que o Filho veio ao mundo para nos revelar o Pai e nos fazer filhos Seus... E os outros? Nós temos o que comer... E os outros? Todo tipo de “capitalismo religioso”, o só querer para si, é antievangélico e anticatólico. Jesus disse: “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância” (Jo 10,10). 

Quais são as obras dos discípulos e missionários de Jesus? Levar a boa notícia de Jesus, testemunhar, profetizar, projetar nas praças das grandes cidades, nos bairros pobres, nos hospitais, nas prisões... Trancamos o Evangelho dentro dos muros, nos consolamos com certas devoções emocionalistas, ficamos satisfeitos com nosso grupinho fechado que nos dá segurança psicológica. Mas cadê a missão? A característica da vida missionária é: Sair – Andar - Entrar. 

“Eu vim trazer fogo a terra” declara Jesus: “E como gostaria que já estivesse aceso!” (Lc 12,49). Você não será verdadeiramente católico se não sentir o mundo inteiro bater no seu coração de cristão. Vamos atear o fogo do Evangelho nos quatro cantos do mundo! 

Pe. Tadeu Pawik CSsR

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Tome Nota - Outubro 2012


Os Santos Anjos da Guarda

A Igreja comemora em 2 de outubro os Santos Anjos da Guarda. “Cada um de nós vive uma grande graça: existe um Anjo ao nosso lado; um espírito celeste maravilhoso, desde que fomos concebidos no ventre da nossa mãe”. 


Nossa parte é assumirmos sua presença, o louvor, a vida em ação de graças, a intercessão e súplica que o Anjo faz ao Senhor, por nós e conosco. Quando o povo de Deus se reúne em oração, quando a Palavra de Deus é proclamada, os Anjos vêm. 

Na Inglaterra desde o ano 800 acontecia uma festa dedicada aos Anjos da Guarda e a partir do ano 1111 surgiu uma linda oração. 

Aprendamos e rezemos esta quase milenar prece: 

"Anjo do Senhor - que por ordem da piedosa providência Divina, sois meu guardião - guardai-me neste dia (tarde ou noite); iluminai meu entendimento; dirigi meus afetos; governai meus sentimentos para que eu jamais ofenda ao meu Deus e Senhor. Amém”.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Editorial – O pároco com a Palavra

O Ano da Fé! “Senhor eu Creio em Ti, mas aumentai minha Fé”. 

Caríssimos irmãos e irmãs, Amados paroquianos da família da Ressurreição do Senhor;

Neste mês de outubro, dedicado às Missões, somos convidados a colocar em prática tudo aquilo que vivenciamos no mês da Bíblia. Somente através dos ensinamentos deixados por Jesus Cristo é que podemos transformar nossas vidas, pregando com amor e carinho Sua mensagem que nos leva ao caminho da salvação. 

Os Missionários Redentoristas que atendem a Paróquia da Ressurreição do Senhor têm esta importante missão: pregar a Boa Nova a todos, de maneira especial ao povo pobre e humilde. Por isso, este mês deve ser um mês motivador para que assumamos o nosso papel de cristão missionário, seja na nossa família, comunidade ou sociedade. Porém, este mês não deve ser somente de ação, deve ser também de reflexão. Para sermos missionários não precisamos percorrer grandes distâncias. Ser missionário é fazer a difícil viagem de sair de si, e ir ao encontro do outro. 

Neste ano, o mês missionário é ainda mais importante na nossa Igreja, pois o Papa Bento XVI proclamará o “Ano da Fé”. Esta graça terá início no dia 11 de outubro, cinquentenário da abertura do Concílio Ecumênico Vaticano II, e aniversário de vinte anos da publicação do Catecismo da Igreja Católica, e terminará no dia 24 de novembro de 2013. Todos nós, católicos, devemos participar desse ano com “todo coração, com toda alma e com todo entendimento” (Mt 22,37). Mas qual é o sentido do Ano da Fé? A fé ainda tem espaço em nossa cultura, na nossa vida e no nosso dia a dia? 

Cada um de nós precisa colocar-se diante dessa realidade e responder se faz necessário para os que desejam viver sua fé com consciência! Não apenas como uma herança de seus pais e avós, esquecida e guardada em um canto perdido da própria vida, que não possui nenhuma incidência concreta no modo de viver, pensar, ser e relacionar-se. O cristão que vive o seu Batismo e segue os passos de Jesus, diante dessa problemática não se cala e nem deve se calar! Vamos aumentar a nossa fé através das orações, celebrações e momentos que a Igreja nos oferece, acolhendo com amor, carinho e fé a proposta do Papa Bento XVI. 

Que todo cristão tenha a convicção e a identidade com a fé católica. Que Deus nos ajude viver o Ano da Fé! 

Com abraço fraterno, 

                                                                                                Pe. Cristóvão Przychocki

01 de Outubro - Dia de Santa Terezinha do Menino Jesus

Santa Teresinha nasceu em Alençon (França) em 1873 e morreu no ano de 1897. O mais profundo desejo do coração de Santa Teresinha era ter sido missionária. Todos os gestos e sacrifícios, do menor ao maior oferecia a Deus pelos missionários, pela salvação das almas e intenções da Igreja. 

 Ela descobriu que no coração da Igreja sua vocação era o amor. Foi declarada "Patrona Universal das Missões Católicas" em 1927, pelo Papa Pio XI. E a 19 de outubro de 1997, o Papa João Paulo II a proclamou doutora da Igreja. Entrou com 15 anos no Mosteiro das Carmelitas em Lisieux, com a autorização do Papa Leão XIII. 

Santa Teresinha, padroeira das missões, intercede junto a Jesus por todos os missionários e missionárias, por aqueles que deixam suas famílias para anunciar o Evangelho em terras distantes. Para que possamos entender que todo cristão é chamado a ser missionário em sua própria família, em sua escola, em seu trabalho. Anunciar, evangelizar, espalhando a boa notícia de Jesus é tarefa de todos!