"Deus ande em tua frente para te conduzir, atrás de ti para te proteger e ao teu lado para te acompanhar!"


Você é o visitante de nº

Paróquia Ressurreição do Senhor

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

FELIZ 2013!!!!!!!!!!



2013! O Novo Ano se aproxima de Paz e Amor. “Senhor, neste momento, diante de Ti, deixo de lado a festa para me aproximar de tua perfeição, de teu amor incondicional, da luz que ilumina todas os seres e coisas por ti criados. Peço humildemente que me concedas um Ano Novo cheio de paz, amor, harmonia, felicidade e prosperidade. Abre meus caminhos para que eu possa conquistar tudo que tenho planejado e mais do que isso, que eu possa estar Contigo em todos os momentos, pois quero que vivas em meu coração e que sejas o guia dos meus passos. Amém."

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Feliz Natal!

Eis que uma Virgem conceberá e dará à luz um filho, a quem porá o nome de Emanuel (Deus conosco). Is.7,14.

 Em meio à secularização e à consequente perda do verdadeiro sentido das coisas, das pessoas e da vida, a Festa da Encarnação do Filho de Deus (sentido T e o l ó g i c o do Natal) também tem se esvaziado no decorrer dos anos, porque o que é supérfluo tem encantado mais nossos olhos do que aquilo que é invisível, e s p i r i t u a l , profundo e divino! Convido você, cristão católico, a resistir quando o Mercado Capitalista tentar dirigir seus olhares somente para o brilho das luzes natalinas, para os enfeites das casas, para as compras desenfreadas, para o Papai Noel que só aparece para ajudar uma vez por ano e, refletir sobre a Kennosis (esvaziamento da vontade própria) de Jesus! A Festa do Natal de Jesus é, sobretudo, a Celebração da Encarnação do Filho de Deus, do Emanuel (Deus conosco - Is. 7,14), do esvaziamento, aniquilamento total de Deus à nossa mísera condição humana (Fl.2). O Natal prega uma realidade ousada que jamais, em época alguma da vida humana, nenhuma Religião ou Filosofia, se propusera a afirmar sobre Deus: que Ele se encarnou e se fez um de nós, um ser humano frágil, padecente de dores e sofrimentos, mas também de alegrias e conquistas. Haverá motivo mais forte do que este para nos alegrarmos neste Tempo Litúrgico? Este motivo teológico é muito mais forte do que qualquer outro fator secundário que pode valorizar ou desfocar o verdadeiro sentido do Natal! Portanto, na Noite Feliz, não esqueçamos que Ele é Deus conosco! Que não estamos sós nesta Vida e que Ele chorou e sorriu como nós. Um Deus Menino! O mesmo Deus de olhar puro das crianças, de inocência e leveza. Um Deus ao qual Adélia Prado reza pedindo: “Meu Deus, me dá cinco anos, me dá a mão, me cura de ser grande...”. Eis que vos apresento: o Natal de Jesus!

sábado, 15 de dezembro de 2012

Auto de Natal

Amanhã, 16 de dezembro será apresentado na Igreja Matriz, um Auto de Natal. Coordenado pela Pastoral da Juventude, o Auto exortará a justiça, solidariedade e fraternidade para a vinda do Salvador, e Maria, como modelo de fidelidade para a Igreja e para a humanidade. Uma reflexão que preparará o nosso coração para a celebração do Natal.

Venha conferir!
Local: Igreja de Matriz
Hora: às 20h
ENTRADA 1K DE ALIMENTO .

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

O Natal está chegando!


Luzes coloridas, enfeites dourados e prateados, árvore de natal, presentes, Papai Noel! O rechonchudo Papai Noel é amado por crianças e adultos, com suas barbas e cabelos brancos, óculos redondos e um saco de presentes. O personagem do Papai Noel foi inspirado em São Nicolau, nascido no ano de 280 em Patara, atual Turquia. Ele costumava ajudar, anonimamente, quem estivesse com dificuldades financeiras. Bondoso e generoso. Nas várias histórias a seu respeito, São Nicolau sempre oferecia presentes aos pobres e salvava marinheiros vítimas de tempestades. As crianças passaram, então, a pedir presentes ao Papai Noel, com antecedência, para ganhá-los no Natal. Mas não nos esqueçamos do principal destaque da Festa Natalina: a presença de Jesus no Presépio com Maria, José. Ele é o Aniversariante que nos é apresentado diariamente para ser acolhido em nossos corações e imitado em nossas atitudes! Por isto, preparemo-nos ainda mais neste Tempo do Advento com a prática da Oração, Fé, Caridade, Amor ao próximo, Humildade - verdadeiros e permanentes presentes dos Cristãos que testemunham o amor de Jesus ao longo de suas vidas!

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Venha ser um colaborador de Deus!


Prezados seguidores e paroquiano da Ressurreição do Senhor, queremos  fazer um convite especial, você já ouviu o que Tiago no Capítulo 2 nos diz? Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo? E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano, e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aqueceivos, e fartai-vos; e não lhes der as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí? Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma... E cumpriu-se a Escritura, que diz: E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus (Gn15, 6). Vedes então que o homem é justificado pelas obras, e não somente pela fé. E de igual modo Raabe, a meretriz, não foi também justificada pelas obras, quando recolheu os emissários, e os despediu por outro caminho? Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta. Então agora é sua vez de participar desta grande obra do Senhor! Na nossa paróquia temos várias pastorais, comunidades e grupos precisando de voluntários. Detalhes com os nossos padres, ou na secretaria da Matriz. Veja onde você poderá ajudar: 
Apostolado Mãe Rainha;
Apostolado da Oração;  
Associação de Leigos;  
Coral Santo Afonso;
Comunidade Coração de Maria; 
Comunidade Coração de Jesus; 
Comunidade Na Sra dos Navegantes 
Comunidade Na Sra Educadora 
Comunidade de São Lázaro 
Equipes de Nossa Senhora 
Encontro de Casais de 2ª União com o Bom Pastor  
Equipe de Eventos 
Encontro de Solteiros, separados, viúvos com Cristo – ESSV 
Grupo de Coroinhas Missionário Redentorista Leigo - MRL 
Ministério de Música
Ministério da Palavra 
Ministério da Eucaristia 
Pastorais: do Acolhimento,  do Batismo,  da Catequese,  da Comunicação,  do Dízimo,  da Educação,  Familiar,  da Criança, da Crisma,  da Integração,  da Juventude, da Pastoral Litúrgica,  da Pastoral da Pessoa Idosa,  da Pastoral da Saúde,  da Pastoral Social,  da Pastoral Vocacional,  da Pastoral Universitária, da Pastoral da Esperança, Oficinas de Oração e Vida,  Renovação Carismática Católica – RCC

Natal em Família

 
“Eles foram para lá apressadamente e encontraram Maria, José e o recém-nascido, deitado na manjedoura”. Lucas 2,16. Eis a família de Nazaré! É Natal! Celebração da luz onde o amor do Menino Jesus se torna criança! Que todas as famílias, assim como os Magos, corram apressadamente e sejam imitadoras da família de Nazaré, a fim de celebrarem em seus lares a Novena de Natal. O grande homenageado é Ele, Jesus, é o seu nascimento que celebramos. Considerando que a educação pela fé é dever da família, não percamos o foco do amor que Deus Pai instituiu a cada um de nós, doando seu Filho, nascido do ventre de Maria, para que sejamos pertença da alegria da Família de Nazaré. Faça com sua família, em seu prédio, ou na sua rua, a Novena de Natal! Agende... Programe-se para viver um Feliz e Santo Natal!

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Venha participar do momento de Adoração

 
Venha participar do momento de adoração, amanhã, 11 de dezembro, após a missa das 18h, na Igreja Matriz, teremos o Aprofundamento: Natal em Família, um momento de adoração ao Senhor Jesus, preparando nossa paróquia, e de modo especial, os nossos corações para o Natal. Convidamos os casais que participaram do ECC, Bom Pastor, ESSV, comunidades, jovens, crianças... A PARÓQUIA TODA! Vamos juntos nos preparar para esse

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Dízimo um exemplo de Fé

Amanhã, 7 de Dezembro, será celebrada missa em ação de graças pelo dizimistas da Paróquia de Ondina. O dízimo é experiência de fé que torna concreto e possível o sonho da fraternidade. Da consciência e prática do dizimista dependem o dinamismo e a vida da comunidade. É uma oferta espontânea, comunitária, alegre e generosa, consciente e sistemática. Não é uma taxa, tributo para alívio da consciência. Contribuindo com o dízimo, o cristão está sendo ajudado e ajudando a sua Igreja a ser mais missionária, testemunhando e expressando sua fé. 

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Natal Solidário

Neste Natal, faça uma família feliz doando alimentos não perecíveis ou brinquedos para o Natal solidário da Paróquia da Ressurreição do Senhor. A festa de doação para as famílias acontecerá no dia 15 de dezembro, na Igreja Matriz.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Tome Nota

Hoje, 04 de Dezembro é o dia de Santa Bárbara.

Você Sabia...

… há diferença entre o Tempo do Advento e do Natal? Para a Igreja existem dois tempos: o do Advento e o do Natal. O calendário litúrgico da Igreja Católica, equivalente ao ano civil, começa com o Advento, em novembro. O tempo do Advento inicia quatro domingos antes do Natal e termina no dia 24 de dezembro com a comemoração do nascimento de Cristo. Já o Tempo do Natal vai da véspera do Natal até o primeiro domingo depois da Festa da Epifania.

 … o costume de dar e trocar presentes é o resultado de vários aspectos ligados ao nascimento de Jesus. Pelo Mistério da Encarnação, Deus se faz presente. Dar presente é uma forma de estar presente na vida do outro. Esse gesto evoca a presença dos Reis Magos junto a Jesus e a Sagrada Família, entregando presentes. O presente é uma lembrança, é lembrar-se do outro, mesmo quando é uma "lembrancinha"

. ... a compra de presentes, a mobilização do comércio com apelos ao consumo aliado à disponibilidade do 13º salário e vários outros mecanismos, deram um impulso consumista e nada cristão ao Tempo de Natal. … há simbolismo nas cores do Natal: O verde, o vermelho e o dourado são as cores dominantes no Natal.

O verde é símbolo primaveril de renovação, esperança e regeneração. O verde das plantas capta a energia solar e pelo processo de fotossíntese a transforma em energia vital. O vermelho está ligado ao fogo, redenção e ao amor divino. O dourado também é utilizado e está associado ao sol, luz, sabedoria e Reino vindouro. Para a tradição católica há uma relação entre essas três cores e os presentes dos Reis Magos: ouro (dourado), incenso (vermelho) e mirra (verde).

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

O Advento já era?


Há espaço para o Advento entre nós? O Natal, pelo menos este dos Shopping Centers, já começou há tempo. A ornamentação natalina das vitrines atrai os olhos dos que passam pelas ruas. A sonoridade do Jingle Bells invade os ouvidos. As árvores das ruas, das praças e dos condomínios estão cada vez mais iluminadas. Enfeites natalinos aparecem em nossos apartamentos. Eles querem invadir também antecipadamente as nossas igrejas e capelas! Até os presépios já estão prontos! Alguns insistem em começar a Novena Natal em Família já no início do Advento e em cantar Noite feliz nas celebrações da Novena, muito antes desta noite chegar! Para alguns, os cantos deste tempo parecem pouco alegres. Isto porque a lógica do mercado, do consumo e do alvoroço impõe suas, quase soberanas, regras. Assim, para muita gente o Natal chegou! Não se deram conta que comeram o bolo antes da festa! A Igreja, porém, insiste e convida a celebrar o tempo do Advento. Assim, como O Advento já era? todo o Ano Litúrgico, o tempo do Advento é um tempo profundamente simbólico. Ele faz parte do ciclo natalino, cujo centro, é a celebração do Natal. Ele o antecede. Ele o prepara. O Advento, com sua simplicidade, silêncio, a atenta escuta da Palavra e recolhimento, aponta para Aquele que foi anunciado, e com saudade esperado ao longo dos séculos. As velas da coroa do Advento e a simplicidade dos ornamentos apontam progressivamente para Aquele que veio, para iluminar a nossa vida (cf. Lc 1,78- 79). Os cantos com musicalidade própria, sem exuberância de ritmos e instrumentos conduzem a assembleia, para preparar a festa do Natal. Nela, a assembleia celebrante, unida ao coro dos anjos e dos santos, elevará a Deus os seus louvores: “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por ele amados” (Lc 2,14). Agora, sim! Depois de séculos de espera simbolizados nas quatro semanas do Advento poderemos aclamar: Noite feliz! Feliz Natal! 

Pe. Cristóvão Dworak, CSsR

sábado, 1 de dezembro de 2012

Tome Nota


Amanhã será a Primeira Eucaristia das crianças da comunidade Coração de Jesus.

Investidura de Novos Ministros


Amanhã na missa das 19h, acontecerá na Matriz a Investidura dos novos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão. Será um dia de agradecimento e todos os membros deste ministério estarão presentes nesta celebração.

Vem Senhor Jesus!

 Queridos irmãos amigos da Paróquia da Ressurreição do Senhor! Estamos entrando num tempo muito especial da nossa Igreja: o Advento. Esse tempo tem como objetivo: preparar cada um de nós; a comunidade paroquial; a Igreja e a humanidade toda para o nascimento do Menino Jesus. O Advento é tempo oportuno para como filho(a) de Deus olhar a minha vida, a minha convivência com Ele e com o irmão que está ao meu lado. O Advento tem que conduzir o meu coração para Belém, para a gruta onde Jesus nasceu. Passar por uma experiência pessoal com Ele, experimentar “Deus conosco”! Nesse tempo preciso transformar meu coração em “manjedoura” para dignamente acolher nele o Menino Jesus. E, depois do Advento, somos convidados a celebrar o Natal juntos, como uma família, começando pelo próprio lar, nossa comunidade paroquial e a Igreja. Olhando a nossa realidade de consumo, do comércio, das propagandas, do “Papai Noel”, nos questionamos: qual é o verdadeiro sentido do Natal? É só dar presentes? Arrumar a casa com árvore enfeitada? Fazer compras e preparar a ceia? Celebrar o Natal é muito mais do que o mundo nos oferece nessa ocasião. Celebrar o Natal é acolher o Menino Jesus dentro de mim, na minha casa, na minha comunidade como “Deus conosco” com todas as consequências. E, por causa desse Amor recebido na Noite de Natal, colocar a fé em obras: amando cada pessoa e todas as pessoas, promovendo a dignidade e a vida plena. Celebrar o Natal é receber a luz que irradia da gruta de Belém e transmitir essa luz para os outros que encontro no dia a dia. É olhar para as tantas luzes que embelezam praças, igrejas e casas e me tornar uma delas. É olhar para o presépio, deixar-me envolver com a luz que é Jesus e proclamar junto com os Anjos: “Glória a Deus no mais alto dos céus e paz na terra aos homens de boa vontade...”. Este é o verdadeiro sentido do Natal! O Menino na manjedoura, em toda sua simplicidade, é o nosso Salvador. Ele assumiu a nossa humanidade, fez-se um de nós para nos salvar do pecado e da morte! Em nome dos Missionários Redentoristas desejo a vocês meus paroquianos, seus familiares e amigos, um Santo e Feliz Natal!

 Pe. Cristóvão Przychocki, Missionário Redentorista