"Deus ande em tua frente para te conduzir, atrás de ti para te proteger e ao teu lado para te acompanhar!"


Você é o visitante de nº

Paróquia Ressurreição do Senhor

terça-feira, 26 de março de 2013

Juventude marca presença na Caminhada de Ramos

 Na manhã do dia 24 de março, fiéis de várias Paróquias recordaram o dia em que Jesus foi recebido como um rei em Jerusalém. O evento começou com a benção dos ramos na Praça do Campo Grande, onde Dom Murilo Krieger, scj , Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil abençoou os ramos: “Estes ramos representam a nossa alegria, pois com eles queremos aclamar Nosso Senhor Jesus Cristo. Sigamos os seus passos para que possamos também participar de sua Ressurreição!” 
Foto: Pascom/Arquidioce de Salvador

Após a benção, os fieis partiram em caminhada para a Praça Municipal. A juventude estava em grande número e, ao som dos hinos típicos das procissões de ramos, seguiu animada mostrando que enxergam no Cristo o rosto de Deus. Dom Gilson Andrade, Bispo Auxiliar lembrou que “estamos no ano de júbilo dos jovens, onde a igreja volta um olhar especial pra eles. E é com o entusiasmo e determinação que devemos seguir, na certeza de que Jesus Caminha no meio de nós”. Alguns fiéis de nossa Paróquia, além de nosso Pároco, Pe.Cristovão participaram do evento. Inclusive a juventude: membros da Pastoral da Juventude, do grupo Redescoberta e do Movimento TLC . 

Quando a multidão se organizou na Praça da Sé, aproximadamente 10h, Dom Murilo Krieger deu início à celebração da Santa Missa, pedindo que os fiéis oferecessem o sacrifício do calor por duas grandes intenções: “A primeira é pela juventude que aqui está em grande número. A igreja se enriquece com sua presença. E a segunda é pelo Papa Francisco. Que o Espírito Santo o abençoe para que saiba conduzir a barca de Pedro”. 

A presença dos fiéis em eventos tão marcantes de nossa liturgia, como o domingo de ramos é fundamental para a vivência Cristã. Assim, fica o recado de Dom Murilo no Jornal A Tarde em ocasião deste domingo de Ramos “Um rei pede passagem em sua vida, leitor. A experiência de Jerusalém nos ensina, contudo, que não basta aclamá-lo alegre e festivamente num Domingo de Ramos.”

Confira aqui a matéria no Bahia Meio dia do dia 25/03.

Nenhum comentário:

Postar um comentário