"Deus ande em tua frente para te conduzir, atrás de ti para te proteger e ao teu lado para te acompanhar!"


Você é o visitante de nº

Paróquia Ressurreição do Senhor

sexta-feira, 29 de março de 2013

Tríduo Pascal (Sexta Feira da Paixão)

Padre Adão Mazur 
Estamos vivendo o tempo forte da nossa Redenção: Quaresma e Páscoa
Desde a quarta-feira de Cinzas até a quarta-feira da Semana Santa, através dos exercícios quaresmais, preparamo-nos para viver mais profundamente a Páscoa: Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo. Esses mistérios da nossa redenção serão celebrados solenemente no Tríduo Pascal, que começa na noite de quinta-feira Santa com a cerimônia do Lava-pés e Ceia do Senhor na qual foram instituídos o sacerdócio e Eucaristia. 

Sexta-feira Santa ou da Paixão é o dia de jejum, abstinência, de meditação do amor infinito de Jesus Cristo que se expressa na Cruz. Não é dia do luto na Igreja, mas o dia de amorosa contemplação do sacrifício cruento, fonte da nossa salvação. O aspecto da humilhação e da morte está sempre, e inseparavelmente, ligado ao mistério da ressurreição e da glorificação de Cristo. 

O jejum da Sexta-feira Santa é sinal sacramental da participação no sacrifício de Cristo. Na liturgia, esse dia é marcado pela meditação da Via Sacra, sofrimento e Paixão de Cristo. O ponto “central” é a adoração da Cruz e nesse dia não se celebra a Eucaristia. 

No Sábado Santo, medita-se a permanência de Cristo no sepulcro esperando o momento mais sublime desse Tríduo: na Vigília Pascal a celebração da RESSURREIÇÃO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário